Filmes que tentaram entrar na onda de outros sucessos, mas não conseguiram

Filmes que tentaram entrar na onda de outros sucessos, mas floparam

Na maioria das vezes, seguir a receita de blockbusters é uma péssima ideia

'Imortais', 'Krul'l e 'Dezesseis Luas' são exemplos de filmes que tentaram surfar a onda de outros sucessos da indústria (Foto: Reprodução)

Já que em Hollywood praticamente nada se cria, tudo se copia, não é raro vermos filmes surgirem em razão do sucesso de outras obras. O problema é que na maioria das vezes, o resultado das 'cópias' não chega aos pés da matéria-prima. Assim, veja oito exemplos de filmes que tentaram agarrar a audicência de grandes blockbusters da indústria, mas falharam de forma categórica. 

Eu Estou Esperando por Você (pegando a onda de 'Pânico')

Pôsteres de 'Eu Estou Esperando por Você' e 'Pânico (Foto: Reprodução)

Filmes de terror surgem aos montes e isto não é nenhuma novidade. O problema é quando uma franquia consegue de destacar entre os outros e acaba vendo o nascimento de cópias escancaradas. Em 'Eu Estou Esperando por Você', um grupo adolescente do ensino médio é perseguido por um serial killer que usa uma máscara de Halloween... Não fosse isso, a produção do longa que foi direto para a TV revela o custo baixo de sua realização, com a construção de cenários completamente amadores.

Imortais (pegando a onda de '300')

Pôsteres de 'Imortais' e '300' (Foto: Reprodução)

A obra não apenas pega elementos já vistos no filme de Zack Snyder (por exemplo, cor e jogo de câmera), como também foi produzido pelos memos produtores de '300'. Assim, fica impossível não ver a influência da jornada dos espartanos sobre o filme de Tarsem Singh. O fato, porém, é que 'Imortais' falhou muito em sua execução. E nem a presença de Henry Cavill - na época, ainda não conhecido como Superman - ajudou no sucesso da produção, que mostra a rivalidade entre homens e deuses.

Eragon (pegando a onda de 'Senhor dos Anéis')

Pôsteres de 'Eragon' e 'O Senhor dos Anéis e a Sociedade do Anél' (Foto: Reprodução)

Após o fim da trilogia de 'O Senhor dos Anéis' no cinema, muitas obras tentaram levar o mesmo ar fantástico para a telona. E Eragon foi a que mais se destacou nos anos seguintes, também adaptado de uma franquia literária. O problema é que elfos, magos e anões não foram o suficiente para apresentar uma boa história na tela - além de um intenso shows de luzes. Resultado: programado para ser o primeiro de uma trilogia, Eragon foi o único 'volume' que chegou aos cinemas.

Dezesseis Luas (pegando a onda de 'Crespúculo')

Pôsteres de 'Dezesseis Luas' e' Lua Nova' (Foto: Reprodução)

Provavelmente umas das franquias 'teens' mais bem-sucedidas dos últimos anos, a saga crepúsculo viu diversas obras aproveitarem o seu sucesso para pegar uma fatia do público. E Dezesseis Luas foi uma delas. Nem mesmo um elenco de peso com Jeremy Irosne Emma Thompson foi capaz de dar vida a uma história rasa e quse nenhuma iventividade. No fim, arrecadou o que custou: US$ 60 milhões.

Krull (pegando a onda de 'Star Wars')

Pôsteres de 'Krull' e 'Star Wars - Uma Nova Esperança' (Foto: Reprodução)

Claro que tentar se comparar à saga de uma galáxia tão, tão distante é praticamente uma blasfêmia. Masa obra do diretor Peter Yates tentou fazer quase isso ao trazer para as telas a história de uma princesa que é raptada por um ser maligno e precisa da ajuda de um príncipe para se salvar. Para quem ainda não entendeu, a aventura intergalática se assemelha mundo ao enredo de space opera visto em 'Uma Nova Esperança'. Mas nem isso foi suficiente para o longa arrecadar mais que US$ 16,5 milhões.

Battleship - A Batalha dos Mares (pegando a onda de 'Transformers')

Pôsteres de 'Battleship - A Batalha dos Mares' e 'Transformers - O Último Cavaleiro' (Foto: Reprodução)

A trama foi inspirada no clássico jogo de tabuleiro 'Batalha Naval'. O problema é que os produtores acharam legal inserir neste universo robôs gigantes que muito lembravam os vistos na franquia de Michael Bay, já bem sucedidos entre o grande público. Porém, nem mesmo a explosão de efeitos especiais na tela e a presença da cantora Rihanna conseguir atrair um grande público. Com um custo de US$ 209 milhões, o filme do diretor Peter Berg só arrecadou 303 milhões.

Percy Jackson e os Olimpianos (pegando a onda de 'Harry Potter')

Pôsteres de 'Percy Jackson e o Ladrão de Raios' e 'Harry Potter e a Ordem da Fênix' (Foto: Reprodução)

Quase no fim das aventuras de Harry Potter nos cinemas, a obra literária do escritor Rick Riordan chegou às telonas, trazendo uma história semelhante àquela vivida pelo menino bruxo - focada na jornada do herói. Porém, a temática dos deuses gregos, que tinha tudo para dar certo, morreu na praia logo no segundo filme da franquia. Misturando os arcos de diferentes volumes, a obra foi muito criticada e deu um fim precoce aos desafios de Percy Jackson. 

Divergente (pegando a onda de 'Jogos Vorazes')

Pôsteres de 'Divergente' e 'Jogos Vorazes - A Esperança' (Foto: Reprodução)

Embora um grande sucesso no início, a obra estrelada por Shailene Woodley - que também foi adaptada de livros best-selles sobre um universo distópico - aos poucos perdeu força em meio ao público, ao ponto de seu último capítulo provavelmente ser exibido em forma de série de TV. A obra não chega a ser uma imitação deslavada de 'Jogos Vorazes', mas a temática semelhante a fez perder força em meio ao público que já se emocionava com as aventuras de Katniss Everdeen. 

Artigos Recomendados