Gleici fala sobre candidatura. Por que tanta raiva da campeã do BBB?

"Lula Livre!", gritou a campeã da décima oitava edição de um dos reality shows mais famosos do Brasil.

Gleici e Lula.

Desde sua entrada no programa os fãs já souberam de seu posicionamento político, e era algo que ela não escondia dentro da casa. Ela se orgulhava de ter fotos com o ex-presidente Lula e fala para quem quiser ouvir que é petista.

Vocês devem conhecer pessoas que ficaram com raiva dela somente por ela ser petista. Ou será que é também por ela ser acreana, mulher e pobre? Eu Acredito que grande parte do ódio destilado pela mídia do país contra o PT, é também um ódio velado contra os pobres.

Uma prova do ódio contra os pobres e contra o PT foi dada nesta última semana com os tiros que foram disparados contra militantes que estavam em um acampamento de apoio ao ex-presidente.

O pior é que as pessoas têm ódio de pobres mas não tentam entender como a pobreza é construída. Não adianta ter raiva e nojo de pobre e aceitar a má distribuição de renda de forma passiva. E não é preciso dizer que grande parte das pessoas que odeiam pobres também não são tão bem de vida assim, né?

Deputado federal Jean Willys (PSOL).

Um caso exemplar de pessoas que ficam nervosas por verem direitos que eram exclusivos da elite sendo democratizados é aquela professora universitária que falou que pobre não devia viajar de avião. Vocês devem lembrar.

Se você fizer esforço provavelmente vai lembrar de alguma vez que subjugou alguém por ter condições inferiores às suas. Eu mesmo tenho um primo que não aceitava que eu soubesse inglês porque meus pais não tinham muito dinheiro. Ele achava que falar inglês era só para quem pode.

E até hoje vemos pessoas que não aceitam ver o filho da empregada doméstica deles na mesma universidade dos próprios filhos. É aí que começa o motivo de todo o ódio. É algo parecido com o que sentem os homens que chegam a babar de raiva quando ouvem a palavra "feminismo". Afinal, quem sempre teve "direito" a ganhar mais do que as mulheres não quer ver igualdade mesmo.

Por ser mulher, pobre e ter sangue indígena, Gleici não deveria nem estar na faculdade, deveria estar trabalhando para alguém. Pelo menos de acordo com a mentalidade de quem não consegue aceitar igualdade de direitos. Além de tudo isso, Gleici é petista.

"Quando é no voto a gente ganha sempre. Parabéns Gleici!"

Mas e a candidatura?

Há quem pense que foi o PT que inventou a corrupção e por isso odeiam qualquer coisa que envolve o partido. E o maior medo dessas pessoas é que Gleici se candidate a algum cargo político e seja eleita, como foi Jean Willys.

Medo principalmente porque ela defenderia os ideais dela, que vão contra os ideais da elite, obviamente. Da mesma forma que Jean Willys sofre preconceito por defender seu posicionamento.

Dilma e Gleici.

Mas relaxem, odiadores do PT e dos defensores de seus direitos, a Gleici falou que não será candidata porque precisa se formar primeiramente. Faz bem a moça, já que sabemos o que acontece com pessoas que tentam mudar a realidade do povo. Ou vão para a cadeia, como Lula, Mandela e outros, ou então morrem, como Marielle e Martin Luther King Jr.

Enquanro uns babam de raiva, ela curte seu R$1,5 mi.

Artigos Recomendados